Permanecei no meu amor (Jo 15,9) – Ordenação Presbiteral do Diácono Adriano Mendes de Pinho.

Leigos e Leigas: anunciadores da luz de Deus ao Mundo!
30/08/2019
“Agradeço aquele que me escolheu para o serviço do seu reino” 1Tm 1, 12 – Ordenação presbiteral de Ludugerio Almeida
17/09/2019

Neste dia 31 de agosto de 2019, a diocese de Itabira – Cel.Fabriciano se alegrou com a ordenação presbiteral de Adriano Mendes de Pinho, que aconteceu na paróquia São Geraldo Magela, em Ipatinga, onde estiveram presentes muitos padres desta diocese, outros padres amigos do diácono Adriano, que vieram de outras dioceses, vários diáconos permanentes, o bispo emérito, Dom Odilon, os seminaristas e grande porção do povo de Deus vinda de várias cidades da Diocese. Após um período de 4 anos sem ordenações, a diocese Itabira-Fabriciano tem novamente a graça de ordenar presbíteros para o serviço ao povo de Deus.

Como lema de ordenação, o diácono Adriano escolheu a passagem bíblica do evangelho segundo João 15, 9: “Permanecei no meu amor”, que é a frase que lhe inspirou e iluminará toda sua vida presbiteral. Mas o que é “permanecer”? Segundo o léxico, permanecer, que é um verbo intransitivo de origem etimológica do latim –Permanescere - , significa: Manter-se sem alteração, conservar-se, demorar-se, ficar, insistir com determinação, persistir. Estas palavras fortes, marcantes, nos indicam que, quem escuta o chamado de Cristo e o segue deve permanecer fiel a esse chamado, pois Ele não nos chama apenas a permanecer, mas a permanecer no Seu amor, e esse permanecer é estar junto, é fazer parte, é “morar”, como bem disse o Bispo diocesano, Dom Marco Aurélio, em sua homilia. O convite de Jesus é “vem morar no meu amor” e “morar no amor de Cristo é a missão primeira do presbítero. ” Disse Dom Marco ao diácono, que seria consagrado presbítero minutos após sua reflexão. Dom Marco ainda disse ao eleito que, “ O Senhor, ao consagrá-lo como presbítero, não só penetra no mais íntimo do seu ser, como também o impele a residir de modo permanente no mistério do amor de Deus. ” E acrescentou, “sem amor só resta o vazio. Sem amor não há como cumprir a missão para a qual você será ungido e enviado”. Permanecer no amor de Cristo é essencial para vivermos e frutificarmos, pois, o próprio Senhor nos diz: “permanecei em mim e eu permanecerei em vós [...], quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer”. (Jo 15, 4-5). Sem Cristo, nada poderemos fazer, pois somos fracos e medrosos, mas é Ele quem nos encoraja, é Ele quem nos chama a persistir, a ficar, a morar no seu amor. Assim iremos adquirir paciência, experiência e esperança, que são fundamentais para um cristão que deseja permanecer em Cristo. No final de sua homilia, o Bispo também falou da esperança, dizendo, ao já ordenado Padre Adriano, que a Igreja Particular de Itabira- Fabriciano, rendia graças a Deus por sua vida, sua fé, sua vocação e perseverança e que “todos nós, temos muita esperança na fecundidade do seu sacerdócio”. É essa esperança que nos deve levar a rezar a Deus pela vida e missão do novo presbítero, para que ele Permaneça e produza muitos frutos e esses frutos se tornem amor e alegria, que ao irradiarem de seu coração, contagiem a todos que estiverem ao seu redor, como o mesmo Cristo fazia e ensinou a fazermos.

Ao final da missa de ordenação, o padre Adriano agradeceu à diocese, ao bispo Dom Marco, à Dom Odilon, que foi seu promotor vocacional, aos padres formadores e demais padres que sempre o ajudaram em sua caminhada vocacional, agradeceu aos seus familiares e a todos os presentes, pedindo que rezem por sua santificação.

Que Deus abençoe o neo- sacerdote e que ele seja muito feliz em sua missão evangelizadora, permanecendo e transmitindo o amor de Cristo a todos.

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Seminarista Robson Aparecido Afonso - 2° ano de Filosofia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 1 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.