Festa da Família 2017
04/09/2017
Documentário – Ilha do Marajó
05/10/2017

Os seminaristas da casa de formação São José, da diocese de Itabira Coronel Fabriciano, tiveram na manhã desta quinta-feira, 07 de setembro, um encontro formativo.  A formação abordou os aspectos da palavra e da eucaristia para o grupo da filosofia orientado pelo reitor, Padre Francisco. Foram abordados os temas: MINISTÉRIOS E SERVIÇOS: Expressão de uma Igreja missionária e misericordiosa. Aprofundaram documentos importantes, como Deus caritas est e Verbum Domini do Papa Bento XVI, a Exortação Apóstólica Evangelii Gaudiun do Papa Francisco, para desenvolver um ardor missionário que envolve todo ser do agente missionário, rumo ao serviço prestado a Deus através do direcionamento da palavra e da eucaristia.

O seminarista, Rafael Bruno, do terceiro ano de teologia, dirigiu para os formandos da teologia os estudos sobre o Sacramento do Matrimônio, baseado no oitavo encontro do livro da caminhada de nossa diocese. É de suma importância entender e compreender o rito deste Sacramento tão importante que futuramente iremos realizar. Com isso, obtivemos um verdadeiro enriquecimento, sobretudo, nos termos jurídicos, canônicos e pastorais exigentes de nossa diocese.

Os vários questionamentos foram sanados de forma bem concreta pelo Rafael, que cursou um curso de Pós-Graduação nesta área recentemente. Além de um estudo bem aprofundado através do livro da caminhada de nossa diocese, retomamos também o Código de Direito Canônico, trazendo atualmente para nós reflexões canônicas. Começamos com os impedimentos, ou seja, as situações que não permitem que a celebração do matrimônio seja realizada. Destacamos algumas delas:

1º Idade (Cânon 1083) no Brasil, a CNBB adota o critério de 18 anos para homens e 16 anos para mulheres.

2º Impotência (Cânon 1084) – a incapacidade de ter uma relação sexual completa. Isto não deve ser confundido com esterilidade, que não impede o Matrimônio.

3º Vínculo (Cânon 1086) – cf. Cânonis 1124 s – para o casamento com cônjuge não católico, deve ser solicitado dispensa ao bispo.

Após a reflexão dos cânones acima, nós seminarista da teologia, colocamos as experiências que vivenciamos em nossas pastorais, sendo que, algumas delas exigem da pessoa do padre um acompanhamento atento daqueles que se interessam em contrair o sacramento do Matrimônio.

Encerramos a nossa manhã de formação rezando o terço da misericórdia, elevamos a Deus, através deste terço, uma prece para toda a nação brasileira que saíram hoje pelas ruas pedindo por justiça e paz, e por todos aqueles que se fizeram presente no grito dos excluído de nossa diocese.

 Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.