Missa de abertura do ano acadêmico
06/02/2018
Retiro Espiritual – Teologia 2018
13/02/2018

O grupo de vida é uma realidade a ser pensada para além dos âmbitos da formação inicial, pois o que vivemos hoje no seminário deve ser apenas o presságio do que deverá ser nossa vida presbiteral. Evidentemente, a vida comunitária tem seus desafios dos quais não se foge, mas deve-se encará-los como oportunidade de crescimento individual e coletivo.

Sendo assim, a partir deste direcionamento presente em nosso guia formativo, formamos esse ano cinco grupos de vida que irão nortear as nossas atividades, dando assim continuidade a nosso processo formativo.

Os objetivos dos grupos de vida numa casa de formação, segundo o psicólogo assessor do Seminário Nacional São José, da Costa Rica, Gastón Mézerville, são:

1- Criar uma estrutura básica de apoio ao trabalho formativo dos formadores em relação à vida pessoal de cada seminarista, organizada e dirigida pastoralmente pelo Conselho de Formadores do Seminário.

2- Promover a responsabilidade pessoal pelo projeto pessoal de crescimento finalizada à maturidade humana, cristã e sacerdotal de cada seminarista.

3- Proporcionar um ambiente de solidariedade fraterna, que possibilite de maneiras concretas o crescimento harmônico dos membros do grupo nas quatro áreas básicas: Oração, Relacionamento, estudo e serviço.

4- Promover uma experiência a respeito dos benefícios que derivam do diálogo habitual, da transparência na partilha, do apoio oportuno nas áreas básicas, e do exemplo dos outros como estímulo para o crescimento pessoal.

5- Promover relações sadias e maduras de companheirismo e amizade no seminário, de modo que os formandos não necessitem de amizades particulares e exclusivistas.

6- Habituar o seminarista no exercício da liderança e da subordinação adequadas em contexto grupal, bem como a uma experiência prática sobre a dinâmica das relações de grupo.

7- Ensinar ao seminarista um modelo concreto de apoio pastoral, aplicável, com as variantes de cada caso, à vida dos leigos na Igreja, preparando-o assim para a sua futura missão na promoção de lideranças e no funcionamento adequado dos grupos eclesiais, que tornem mais efetiva a cura pastoral do povo de Deus a ele confiado.

8- Fomentar o estabelecimento de relacionamentos de amizade que possam perdurar no tempo e constitua um apoio efetivo para o decorrer da vida sacerdotal futura e atual.

Os grupos de vidas formados esse ano são:

GRUPO DE VIDA – SÃO JOÃO MARIA VIANNEY

Wellington – Markes – Alexandre – André Luiz – Arthur – Pedro – André Dettoni

GRUPO DE VIDA – ZILDA ARNS

Júlio – Helvert – Marlon – Marcos – Paulo

GRUPO DE VIDA – SÃO FRANCISCO DE ASSIS

Lucas Magno – Jhonatan – Robson – Junior – Lucas Araújo

GRUPO DE VIDA – SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

Fernando – Francis – Luciano – Willian

GRUPO DE VIDA – PROFETA JEREMIAS

Gustavo – Adriano – Márcio – Ludugerio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.