Grupos de Vida 2018
06/02/2018
Retiro Espiritual – Filosofia 2018
13/02/2018

Durante os dias 10 a 13 de fevereiro, os seminaristas que cursam Teologia, fizeram um retiro no Mosteiro Nossa Senhora das Graças, em Belo Horizonte. Foi um momento de muita graça, um verdadeiro Kairós vivido durante esses dias. O silêncio, a oração e a contemplação, proporcionaram um encontro com Deus e com nós mesmos.

A escuta da palavra de Deus é algo fundamental na vida de todo vocacionado, chamado a configurar se a pessoa de Jesus Cristo. Deus sempre se comunica conosco através da oração. A irmã Felicidade, monja que nos acompanhou durante esses dias de retiro disse: “É preciso criar uma intimidade com Deus na oração, de modo, que a nossa relação com Ele fique estreitamente próxima, pois Deus é o nosso melhor amigo”.

A irmã Felicidade ressaltou o quanto o silêncio é importante para se fazer um bom retiro. Sabemos que a dispersão é algo que nos atrapalha no crescimento espiritual, e somente o silêncio nos edifica espiritualmente. Todo o retiro tem que nos proporcionar um salto espiritual de qualidade em nossas vidas. E, durante esses dias, vivemos momentos intensos de espiritualidade; o retiro é uma ocasião essencial de estarmos mais perto de Deus e a entrarmos em contato mais profundo com a sua palavra, visto que, nada supera a palavra de Deus.

É importante termos a consciência que em todo o retiro espiritual quem trabalha é o Espírito Santo. E, nós seminaristas, da teologia durante esses dias retirados, pudemos perceber claramente a ação do Espírito Santo em nossas vidas. A experiência que vivenciamos, ao longo desses dias, foi maravilhosa, pois nós estávamos de coração aberto e acolhemos com muito amor a presença do Espírito Santo.

A irmã Felicidade ressaltou que “Deus quer sempre passear conosco em cada retiro que fazemos, mas para isso é preciso abrir todas as portas do nosso interior para acolher a Santíssima Trindade”.  E de coração aberto sentimos o passear de Deus em nossa interioridade. Tivemos um contato profundo com Deus durante esses dias retirados a sós com Ele.

Refletimos a vocação que Deus nos faz, Ele nos chama para uma missão, mais particularmente para a vocação e missão do sacerdócio, pois a consagração sacerdotal nos reserva para Deus. E para cumprirmos bem esse chamado é preciso aproximarmos de Nosso Senhor Jesus com sinceridade e fidelidade.

Contudo, é impossível sair de um retiro do mesmo modo que entramos, e depois de termos feito essa experiência de oração, silêncio e contemplação, percebemos mais uma vez, o quanto a intimidade com Deus nos ajudam a fazer a nossa caminhada de vocacionados para o trabalho do Reino de Deus. Como diz Santo Anselmo “entra um instante no teu interior e deixa as tuas ocupações e preocupações, lança-as para fora de ti”.

Por fim, resumo esse retiro como a representação de uma vida nova de intimidade e de diálogo com Deus. Deste modo, possamos ensinar as outras pessoas aquilo que Deus nos ensinou ao longo desses dias.

Luciano Timóteo

Veja algumas fotos:

[SLGF id=2564]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.