O seminarista Júlio César Santos da Diocese de Itabira – CEL. Fabriciano é empossado no IHGMG

Assembleia anual do COMIRE 2019
16/02/2019
Retiro Espiritual 2019
01/03/2019

Hoje, dia 23 de fevereiro de 2019, às 10h, na Casa de João Pinheiro, sede do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais, localizada na rua dos Guajajaras, nº 1268, Centro, em Belo Horizonte/MG, aconteceu a posse do associado efetivo Dr. José Osvaldo Guimarães Lasmar e do associado correspondente professor e seminarista Júlio César Santos.

Estiveram presentes na cerimônia os associados do Instituto e convidados. Os seminaristas da Diocese de Itabira-Cel. Fabriciano, André Detonni, Alexandre Alves, Márcio Mota e Pedro de Paula, fizeram presentes na cerimônia. Como associado correspondente da cidade de Itabira, Júlio continuará desenvolvendo as suas pesquisas na área da historiografia religiosa de Minas Gerais e da própria diocese. Mas, agora pertencente ao Instituto, ele deverá divulgar o nome da centenária Casa de João Pinheiro e ajudar a escrever a história mineira.

Segue o discurso proferido pelo nosso irmão:

Bom dia, senhores e senhoras! Na pessoa do Presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais, Dr. Aluízio Alberto da Cruz Quintão, saúdo a todos os associados: efetivos, beneméritos, correspondentes e honorários. Agradeço ao padre Ismar Dias de Matos, titular da cadeira nº 75, patrono Dom Joaquim Silvério de Souza, por apresentar-me a esta egrégia casa e por haver feito o pedido para que eu fosse um associado correspondente. Aos professores Frei Luiz Antônio Pinheiro, titular da cadeira nº 09, patrono Diogo Luiz de Almeida Pereira Vasconcelos e Norman José de Andrade Giugni, titular da cadeira nº 52, patrono Senador Virgílio Martins Melo Franco, agradeço igualmente por terem confirmado a minha indicação ao Instituto, junto com o primeiro proponente, padre Ismar.

Hoje é um dia especial para mim, pois sinto-me lisonjeado por fazer parte deste mais que centenário Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais, um espaço que foi marcado por pessoas ilustres, marcos da história, cada qual se destacando no seu tempo histórico e, portanto, são memoráveis e inesquecíveis entre seus pares.

Ao adentrar neste casario, o contato com a história e a arte é deslumbrante. De início já somos recepcionados pelo Profeta Oséias, numa reprodução das belas esculturas do Mestre Aleijadinho. Pertencer a este Instituto é uma honra muito grande que me é conferida, pois me faz refletir sobre a importância da história e da historiografia do tempo presente; e compartilhar das tradições mineiras com os seus mais extraordinários eventos; é saber que existem pessoas que são amantes da história e da preservação de um passado que é nosso. É, em suma, retornar à nossa gênese, que nos ajuda a perceber que neste espaço, os senhores e as senhoras são responsáveis por perpetuar a nossa história e ajudar a escrever a história futura.

Como historiador e seminarista da Diocese de Itabira–Coronel Fabriciano, também formado em filosofia e atualmente estudante de teologia da PUC Minas, espero poder contribuir nesse processo da escrita da nossa história e poder ajudar a registrar um pouco dessa história de Minas. Tenho me dedicado à pesquisa sobre a minha diocese, esperançoso em poder deixar ali um legado histórico que valha a pena, mesmo que seja um contributo inicial, para a diocese, para Minas Gerais e, consequentemente, para o Brasil, para a história da Igreja. Meu agradecimento aos responsáveis por esta Casa de João Pinheiro por me acolherem com carinho e respeito. Agradeço, de coração, aos meus irmãos seminaristas da Diocese de Itabira-Cel. Fabriciano pela presença! Agradeço imensamente a todos! Muito obrigado!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.