Lições de Tratado da oração e da meditação ao contexto atual
12/05/2021
Corpus Christi: Corpus Dei
09/06/2021

          Após tantas vezes em que Jesus pedira aos apóstolos para guardarem segredo (Mt 16,20), parece que finalmente chegou a hora de anunciar o Messias. De fato, a Verdade se encarnou, a Verdade pregou, a Verdade curou, a Verdade morreu. Por fim, a Verdade ressuscitou e se tornou verdade nos corações. Parecia, então, que eles já possuíam todo o conhecimento necessário e estavam aptos a pregar. Contudo, disse o Senhor: “Mas o Paráclito, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, irá ensinar-vos todas as coisas e vos recordará tudo o que vos tenho dito". Ora, mas se Jesus é a Verdade e o Espírito é o Amor, como se lhes costuma ser atribuído, porque este último quem ensinaria todas as coisas? Não deveria ser o Cristo Verdade a ensinar? Sobre esse embaraço trataremos a seguir. 

          A todo o bom pregador, necessária é a doutrina. De fato, quem poderia dar o que não tem? Quem poderia ensinar o que não sabe? Tal pessoa seria um cego querendo indicar a luz. Portanto, é mister que se lhe abra os olhos primeiramente. Mas, para tal, como já dizia padre Antônio Vieira (1998) há de se considerar que existem duas espécies de cegos: os cegos que não veem e os que não querem ver. Uns são cegos de olhos fechados, outros o são de olhos abertos; uns fariam de tudo para lhes serem abertos os olhos, outros fazem de tudo para que permaneçam fechados; a uns Jesus é luz, e a outros é raio que cega. Foi por isso que "Jesus então disse: Vim a este mundo para fazer uma discriminação: os que não veem vejam, e os que veem se tornem cegos”. (Jo 9,39) 

         Oh, que desconcertante situação! Que as trevas da noite ceguem a todos há de se compreender. Mas que Jesus cure a cegueira e, ao mesmo tempo, cegue parece incompreensível, no entanto não poderia ser diferente. Explico. Cada um recebe a Cristo de modos distintos, isto é, “[...] o recebido está no recipiente ao modo deste (ST, Ia, q. 84, a.1, Sol)”. Dessa forma, enquanto Jesus curou um cego de nascença (Jo 9,7), cegou aos fariseus que não queriam admitir que o curado fora cego (Jo 9,18). Assim vai compreendido como Cristo cura e cega: tal como o sol que ilumina quem lhe desvia o olhar e cega quem lhe olha diretamente, Jesus cura quem não vê mas cega quem não quer ver. Oh, lástima destes últimos pois é cego quem não vê mas é muito mais quem não o quer! 

          Por conseguinte, um ouvinte que não sabe a doutrina é cego. Mas um pregador que sabe apenas a doutrina é mais cego. E pior, é cego que guia outro cego ao buraco (Mt 15,14). Logo, além da verdade, algo mais é necessário: o amor. Por isso antes de se abrirem os olhos mente, é necessário que se abram os lentos olhos do coração (Ef 1,18; Lc 24,25). Eis a resposta à nossa pergunta: a doutrina de Cristo é perfeita em si mesma mas, por causa de nossa miséria, é preciso o amor para curar nossa cegueira. Oh, estupenda maravilha! Eis porque o Espírito desceu sobre os apóstolos: porque é importante pregar com a Verdade mas mais ainda acrescê-la ao Amor. Nesse sentido, nós do Seminário Diocesano São José, celebramos um tríduo de Pentecostes louvando ao Espírito por ser nosso mestre do amor.  

         Nesse dia de Pentecostes também nós somos convidados a sairmos de nossas cegueiras e entrarmos no cenáculo. Mais ainda. Somos convidados a sairmos do cenáculo em direção ao mundo anunciando as maravilhas do Senhor. Eis o momento favorável! Avante! Levemos a Boa Nova ao mundo com essa luz profunda: a luz do amor do Espírito de Deus. 

 

Referências: 

 

A BÍBLIA Sagrada - Ave Maria: Ave Maria. Ave Maria. Brasil: Editora Ave Maria, 1959. 1632 p. Tradução de: Missionários do Imaculado Coração de Maria. 

 

AQUINO, Tomás de. Suma Teológica. Tradução de Aldo Vannucchi et al. 2. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2009. p. 29-112. v. 1. 

 

VIEIRA, Padre Antônio. Sermões: Sermão da Quarta-feira de Cinza. Erechim: Edelbra, 1998. v.1. 

 


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/seminari/public_html/wp-content/themes/betheme/includes/content-single.php on line 286
Pedro de Paula Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.