Eis-me aqui, Senhor!
09/06/2021
A NATUREZA DO INTELECTO SEGUNDO SANTO ALBERTO MAGNO
11/07/2021

“Um dos discípulos, a quem Jesus amava, estava à mesa reclinado ao peito de Jesus” (Jo 13,23).

 

          Que houve na Ceia do Senhor? Que dia foi aquele em que os apóstolos ficaram totalmente desconcertados pelas falas de Jesus? Uns estavam confusos do porquê lhes lavou os pés (Jo 13,7), outros de quem iria traí-lo (Jo 13,22), outros ainda do que Ele disse a Judas (Jo 13,28). E no meio dessa grande balbúrdia, em que cada um tentava compreender inutilmente, São João compreendeu que a melhor compreensão se dá não buscando compreender. Explico. Compreendeu que os mistérios de Cristo são conhecidos simplesmente se reclinando sobre seu Coração (Jo 13,23). Oh, que grande sabedoria! Graças a isso, Cristo derramou muitas graças sobre ele. Do mesmo modo, derramará sobre todo aquele que se devotar ao seu coração. Torná-lo-á um discípulo amado (Jo 21,20), confiar-lhe-á seus segredos (Ap 1,1) e dar-lhe-á Maria por sua mãe (Jo 19,27).

         Torná-lo-á um discípulo amado. Seguindo a espiritualidade de São Bernardo e das santas do Monastério de Helfta, Santa Gertrudes foi um espetacular exemplo disso. Isso porque foi grande devota do coração de Cristo, por isso não só foi amada, como o foi de uma forma especial. Assim se vê em sua autobiografia quando ela diz: “Nessa alma (de Gertrudes), Deus reuniu o brilho e o frescor das mais belas flores à candura da inocência […]” (GERTRUDES, 2003, p. 9). Vede quão puro amor! Que os santos sejam amados por Deus ninguém há de negar. E que o exaltaram se humilhando em seus escritos, também. Mas que haja uma alma tão amada a ponto de que Deus não a permita se humilhar mas ordena que se exalte é novidade. É tão profundo o amor do Sagrado Coração por tal alma que não resiste a lhe comunicar suas glórias já aqui na terra.

          Confiar-lhe-á seus segredos. Se o devoto do Cristo homem é seu amado amigo, logo hão de lhe ser comunicadas as maravilhas de Deus. Isso se viu em Santa Margarida Maria Alacoque. Por isso, ela disse que: “Ele (Cristo) me descobriu as maravilhas de seu amor e os segredos inexplicáveis do seu Sagrado Coração […]” (ALACOQUE apud SÁ, 2008, p. 48). Oh, ditosos mistérios confiados de coração a coração! De fato, os santos são sábios por explicarem mistérios de Deus. Mas muito mais sábia foi essa santa ao adentrar em mistérios não explicáveis, pois foi elevada a uma intimidade que está acima da capacidade humana. Isso é sabedoria! Isso é coisa que só se ouve quem reclina sobre o peito de Cristo! Isso é coisa que é dita não por voz alguma mas pelas batidas do coração do Amado.

           Dar-lhe-á Maria por sua mãe. Isso nós vemos fortemente presente em São João Eudes que prega que três corações se transformam em um. Mas, perguntar-me-á alguém, como isso é possível? Para o santo, por meio do amor, os corações de Jesus e de Maria são um só a ponto de que ele os chama de Sagrados corações de Jesus e Maria. Assim, pelo mesmo amor, o terceiro coração a entrar nessa tríade será o nosso. Eis porque Jesus dá Maria como mãe: para nós O amarmos como ela amou. E tal como São João Eudes foi um apóstolo do Sagrado Coração, mas que mais parecia o ser do Imaculado Coração, da mesma forma a Virgem de Fátima diz que para agradar seu Imaculado Coração, devemos, na verdade, desagravar o Sagrado Coração. Oh, sublime inversão! Diante disso, que resta a nós, nesse mês do Sagrado Coração, senão nos devotarmos a Ele? Assim nos uniremos a Ele para que, no fim, nos gloriemos com Ele. Que o primeiro apóstolo desse bondoso coração nos ensine e nos guie nessa caminhada.

 

Referência:

 

GERTRUDES. A mensagem do Amor de Deus: Revelações de Santa Gertrudes. Tradução de Celso Vidigal. São Paulo: ARTPRESS, 2003. p. 9.

 

SÁ, André. O Sagrado Coração de Jesus. São Paulo: Petrus, 2008. p. 48

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.