A NATUREZA DO INTELECTO SEGUNDO SANTO ALBERTO MAGNO
11/07/2021
Jornada vocacional e bodas de prata
10/09/2021

“[…] que sejam um, como nós somos um.” (Jo 17,22)

          Em sua oração sacerdotal, Jesus nos pediu para que fôssemos todos um. Mas como alcançaremos tal unidade sem abrirmos mão da unicidade? Sendo que o Pai está todo no Filho e o Filho todo no Pai, como imitá-lo de modo que todo homem seja todo um só homem? De fato, isso parece impossível, mas é exatamente por isso que se torna possível, pois, assim o considerando, apoiamo-nos em Cristo ao invés de nos apoiarmos em nós mesmos.

          Tendo isso em mente, o Seminário Diocesano promoveu sua Semana de Integração no Sítio Santo Antônio, em Santa Maria de Itabira, entre os dias 26 a 30 de julho. E, por meio desse evento, encontramos a resposta à nossa pergunta inicial: nos tornamos um quando agimos por Cristo, com Cristo e em Cristo.

          Como Jesus é aquele que “nos vira de ponta a cabeça”, comecemos, então, pelo fim: a união em Cristo. Perguntar-me-á alguém: como podemos estar em Cristo como se Ele fosse um lugar? De fato, “estar em” é estar em algum lugar. Logo parece impossível estar “em Cristo”. Contudo, se notamos que, por um lado, Cristo Cabeça do Corpo Místico é pessoa, não lugar, por outro lado, notamos que o Cristo enquanto Corpo Místico é lugar, não pessoa, porque é a própria Igreja que compõe esse corpo (1 Cor 12). Por conseguinte, pela doação à Igreja nos unimos em Cristo. Nesse sentido, na terça-feira, na nossa semana de integração, fizemos uma reflexão sobre a sinodalidade na Igreja e, depois, participamos da admissão às Ordens Sacras dos seminaristas. Eis aí dois momentos sinodais: um teórico, outro prático; um em que refletimos sobre o “caminhar juntos”, outro em que, efetivamente, caminhamos juntos; um em que nos unimos em Cristo por palavras e noutro pelas palavras. Enfim, de um e outro modo, pudemos nos unir em Cristo.

         A segunda forma de sermos um ocorre com Cristo e, de modo mais perfeito, nos configurando Nele de tal forma que nos confundamos com Ele. Tal como o fogo que consome aquilo que toca ao ponto de se tornar uma só coisa com ela, assim devemos nos unir com Cristo que é o fogo que consome nossos corações. Nessa perspectiva, na quarta-feira, na semana de integração, houve um momento de espiritualidade que teve como ponto central a configuração ao Cristo, Bom pastor. Nesse momento, que foi conduzido pelo padre Márcio Soares e se baseou em uma leitura de Ez 34,1-16, foi lançado o desafio para que os futuros presbíteros apascentem o povo de Deus.

          Por fim, o terceiro modo de sermos um ocorre por Cristo, isto é, por meio Dele. E, como já dissemos, Cristo se nos apresenta por meio de seu Corpo Místico, logo por meio dos irmãos havemos de alcançá-lo. Tal como as abelhas que agem em tal unidade na construção da colmeia como se fossem um só ser, assim somos chamados a nos unir por Cristo. Tendo em vista isso, na quinta-feira, participamos de uma reunião com encaminhamentos formativos a fim de estabelecer propostas para uma boa convivência comunitária dos seminaristas.

          Ainda nessa perspectiva, tivemos momentos de lazer que também proporcionaram essa oportunidade de trabalhar tal convivência e, por consequência, de nos unirmos por Cristo. Eis aí explicitadas as três formas de sermos todos um. Eis aí a resposta que o Messias nos inspirou à pergunta inicial. Eis aí as sementes lançadas para que os futuros presbíteros se unam por Cristo, com Cristo e em Cristo. Que o Senhor ilumine todos os seminaristas para que, cada vez mais, almejem tal mercê divina e que, nesse mês vocacional, Jesus inspire novas vocações desejosas de caminharem nessa unidade.

Seminarista Wellington Souza, 3 ano de Filosofia.


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/seminari/public_html/wp-content/themes/betheme/includes/content-single.php on line 286
Pedro de Paula Ferreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.